JMLuz Architectural Lighting | Matosinhos




 


 

JMLuz Architectural Lighting
Matosinhos, Av. Comendador Ferreira de Matos, 401, Aveiro, 4450-124
Telf. 915424100 / 9010
Site web: http://www.jmluz.pt
contactar empresa

Sobre JMLuz Architectural Lighting
JMLuz arquitectural, move-se no universo da luz, para com ela dar forma aos projectos, dos mais arrojados aos mais minimalistas, fazendo com que eles ganhem vida. Actuando neste mercado desde 1998, a sua competitividade baseia-se em dois pontos fundamentais, requisitos essenciais para os arquitectos e projectistas de renome aos quais se tem associado ao longo dos anos: a qualidade e a honestidade.


A Luz tem o poder de modificar as coisas, transformando-as da mesma forma que a noite se transforma em dia.

Quando se acende uma luz, para além de se iluminar um ambiente, ilumina-se a mente humana, potencializam-se as formas e os objectos, dando-se espaço à magia e à imaginação. A luz como parte integrante da arquitectura, como elemento estrutural fundamental e de pura expressão, não se limita aos limites físicos das formas nem é uma presença invasiva.

Localização: Rua: Av. Comendador Ferreira de Matos, 401, Cidade/Localização: Matosinhos, Distrito: Aveiro

Nossos Produtos & Serviços/Palavras Chave
Iluminação Arquitectural,   Iluminação Colecção,   Iluminação Desportiva,   Iluminação Leds,   Iluminação Subaquatico,   Iluminação Urbano,   Iluminação Industrial,   Ribag,   tulux,   Buzzi & Buzzi,   Francesconi,   Genex,   Traddel,   Plexiform,   I-Led,   Oty,   Senico,   Willing,   Pal200,   Studio Italia,   Xenon Lichttechniik,   Luce&Light,   bellighting,   Orbit,   L&L,   linea light,   Quattrobi,   OnokLuz,   schmitz,   Comparlux,  
Últimas novidades / Comunicados de imprensa
JMLuz- Iluminação
18 Feb 2011

A Luz tem o poder de modificar as coisas, transformando-as da mesma forma que a noite se transforma em dia. Quando se acende uma luz, para além de se iluminar um ambiente, ilumina-se a mente humana, potencializam-se as formas e os objectos, dando-se espaço à magia e à imaginação. A luz como parte integrante da arquitectura, como elemento estrutural fundamental e de pura expressão, não se limita aos limites físicos das formas nem é uma presença invasiva.